sábado, 9 de maio de 2009

Natal Triste...

Feliz Natal de Selton Mello (2008). Estréia segura e autoral do famoso e badalado ator na direção. Sinceramente fiquei impressionado com o domínio e ousadia na linguagem do cineasta em sua primeira obra. Embora denso, triste e um tanto truncada, a película tem um ar de exasperação intenso onde sobra espaço para interpretações fortes como a de Darlene Glória e Lúcio Mauro. Veja o depoimento do diretor publicado no Estadão : "No primeiro filme, a gente sempre quer dizer e fazer tudo. Falar sobre a vida, a arte. O próximo filme talvez saia mais maduro." A história que Selton conta em Feliz Natal é a deste homem, dono de um ferro-velho, que viaja para passar a festa de Natal em família, com os pais e o irmão. Ele encontra velhos amigos. Só gente bêbada, frustrada, agressiva. "Para mim, Feliz Natal é sobre a solidão, sobre as várias formas de solidão", diz Selton. O diretor chegou a pensar em fazer o protagonista, mas terminou chamando Leonardo Medeiros, o ‘Leo’, para o papel. "Ocorre uma coisa curiosa", ele observa." Altamente recomendado como obra de arte. Aqui um belo texto na Revista Cinética onde são evocados nomes como Cassavettes e Lucrécia Martel e , abaixo o trailer:

2 comentários:

J. C. P. disse...

Salve, Tuca! Descobri seu blog por acaso, gostei bastante do material! Fiquei curioso pelo filme do Selton Mello... Abraços!

Tuca Américo disse...

Oi Jean! Obrigado pela visita. Caso deseje ver o filme tenho uma cópia. Parabéns pelo seu blog. Também tive meus dias de poeta que foi atropelado por um triciclo dirigido por um menino de camiseta listrada... Desde então o poeta está em coma na UTI... Para matar a curiosidade visite http://www.blocosonline.com.br/literatura/poesia/pn/pn000553.htm
inté...